10 de mai de 2008

Jerry Lee Lewis


Eis um dos mais conhecidos artistas bipolares do rock’n’roll...
A-DO-RO!!!!!

Jerry Lee Lewis nasceu em 1935, em Lousiana, de uma família apreciadora de música, e desde cedo esteve influenciado por música evangélica e country.

Teve a sorte de ser apoiado em sua musicalidade pelos pais, que chegaram a hipotecar a casa para comprar-lhe um piano, que ainda criança tocava, com técnica e estilo inéditos.

A grande virada musical ocorreu quando conheceu e se apaixonou pelo jazz feito pelos negros americanos.

Em 1955 gravou duas músicas para uma rádio local, I don't Hurt Anymore e If I Ever Needed You I Need You Now, ambas versões aceleradas de clássicos de blues-country. As músicas viraram hits locais da noite para o dia e chamaram a atenção do empresário Sam Philips que procurava artistas brancos capazes de domesticar e vender a música negra. Sam Philips foi o responsável pela descoberta também de Elvis Presley.

Após alguns meses de pequenos hits a explosão ocorreu com o lançamento da visceral Whole Lotta Shaking Going On, logo seguida por Great Balls Of Fire, Breathless e High School Confidential, todas sucessos extraordinários de vendas. Além disso, relançou também clássicos de blues e country com o seu tempero especial.

Entitulava-se "The Killer" (o matador) e no palco era um ciclone martelando furiosamente as teclas do piano (que no auge de alguns desvarios era incendiado). Em sua vida pessoal fazia juz à fama de durão envolvendo-se em brigas frequentes.

Lewis prosseguiu com relativo sucesso lançando um ou outro hit até meados de 1958. Embora se costume associar seu declínio com a rejeição do público ao seu casamento com a prima Myra Gail Brown de 14 anos a realidade é que estava ocorrendo nesta época o fim da carreira meteórica dos artistas da primeira fase do rock and roll e o surgimento de novos nomes.

Após um longo período de ostracismo em meados da década de 60 Lewis começou a voltar à ativa dando mais ênfase ao lado country de seu estilo. Sua imagem nos anos seguintes foi bastante desgastada por frequentes escândalos envolvendo espancamento de suas mulheres, morte de seus dois filhos em um acidente de carro, problemas com alcoolismo e diversas operações no estômago.

No palco, porém continuava apresentando a mesma performance explosiva, apesar dos problemas pessoais e idade.

Em 1985 chegou a ficar em coma e teve de ter seu estômago extirpado em virtude de uma úlcera que nunca se curou. Em 1996 sofreu o seu terceiro ataque cardíaco, mas continuou tocando como antes. Em suas próprias palavras: "Há apenas um Jerry Lee Lewis e isto aqui vai ser um mundo muito triste quando eu tiver morrido".

A carreira de Jerry Lee Lewis foi divertidamente retratada (com alguns exageros e omissões) no filme Great Balls Of Fire (A Fera do Rock). Imperdível.

“Eu nunca me achei o melhor de todos, mas eu sou.” - Jerry Lee Lewis


Bjkkas,



Nenhum comentário: