22 de mai de 2008

JOGANDO CONVERSA FORA



- Por mais que seus amigos a amem e digam com o maior carinho: "Vai, com Deus!" Ou "cuide-se!", eles não podem fazer mais nada por você, a não ser isso mesmo: Dar uns toques. Para você se cuidar, isso mesmo. Porque o percurso da vida é individual e você, meu bem, escolhe se quer viver mais, sozinha ou acompanhada, ou ficar namorando pela internet. Ou parar com a internet e ir à caça. Jogar a rede. Ou ficar com os dois. Ou não ficar.

A vida e o próprio movimento das coisas não permitem que você fique sozinha nunca mais. Isso desde que GramBell inventou o telefone. Se depender da comunicação tecnológica, você nunca mais vai ficar sozinha. Agora se depender de você, isso vai sim.

Se você for uma mulher charmosa, mas sem classe nenhuma, vai ficar sozinha, porque falta de educação é horrível. Nenhum amor sobrevive aos maus tratos. Se você é gordinha, mas é elegante e tem cuidados com pele, depilação e roupas íntimas, pontos para você, porque tem muita magra por aí que é um esculacho.
Mas voltando ao cuide-se: tenha sempre alguma coisa que você admire em si, seja sua fã. Mas cuide-se, não exagere. Auto-estima demais torna você uma pessoa antipática. Mais um toque: seja você mesma, mas nunca seja a mesma coisa. Se ninguém aceitá-la assim, deixe todo mundo para trás, porque deve ser o olhar de todo mundo que está errado. Porque você tentou, fez de tudo e não emplacou. Pelo menos nesse time que está jogando. Outra coisa, não se desespere, deve ter alguma mulher querendo aquilo que você pode dar.
Mas também se não tiver, distribua sua carga afetiva! Tenha vários pólos afetivos, sua felicidade não pode depender da conclusão de um amor! Construa vários projetos afetivos, desperte paixões, uma, duas, três! Você vai dar conta de cuidar de todas, galinhe, minha filha, que a sua hora de casar não chegou ainda!
Ndoretto (18março2008)


Vamos aos comentários, essa é uma daquelas crônicas que não me agüento... rsrsrs

Fora o “galinhe, minha filha” concordo com a visão da autora;
cuide-se, ame-se, seja ponderada com esse amor, não desista de investir naquilo que acredita ser certo...
Trabalhe, volte aos projetos altruístas, desapegue-se de outros, continue com sua força - se alguém não a agüentou, não perca tempo em julgamentos, apenas não era forte o suficiente para você -, divirta-se com seus amigos, dance sozinha na sala, cante no banheiro, diga ao espelho todos os dias ao acordar: “hoje serei feliz até o fim desse dia” – faça isso todos os dias, indiscriminadamente - e se mesmo assim as coisas não saírem como você deseja, reveja suas necessidades, distribua os questionários para serem preenchidos, afinal a fila anda, mas com catraca seletiva!!!!!!!
(afinal, só os tolos pegam figurinha repetida.... rs)

Bjkkas,
.
.
música do dia: O que é o que é - Gonzaguinha

Nenhum comentário: