19 de jul de 2008

Cada um no seu quadrado!!!!

Definitivamente cada dia me convenço mais que as pessoas não têm mais tempo para ouvir as outras... e... considero isso muito triste...

Entediante ter de explicar, sempre, tudo novamente; sabe, explicar aquelas coisas que se fala nas entrelinhas... explicações que se tornariam desnecessárias se uns ouvissem, ou melhor, sentissem aos outros...
Dessa forma, concluo que grande maioria desiste de se permitir... de tentar ser mais sinestésico, ouvir a intuição.. acaba por sentir-se bobo, é.. bobo... dá para acreditar nisso... o ser humano se sente bobo por sentir-se humano...
p'rá mim tudo isso é um 'saco'...
Se quer me entender, páre, ouça-me, sinta-me, cheire-me... apenas, humanize-se!!!!



“As pessoas crescidas têm sempre necessidade de explicações... Nunca compreendem nada sozinhas e é fatigante para as crianças estarem sempre a dar explicações.”
(Antoine de Saint-Exupéry)





O VENDEDOR
(Antoine de Saint-Exupéry)

- Bom dia, disse o principezinho.
- Bom dia, disse o vendedor.
Era um vendedor de pílulas aperfeiçoadas que aplacavam a sede. Toma-se uma por
semana e não é mais preciso beber.
- Por que vendes isso? perguntou o principezinho.
- É uma grande economia de tempo, disse o vendedor. Os peritos calcularam. A gente ganha cinqüenta e três minutos por semana.
- E o que se faz, então, com os cinqüenta e três minutos?
- O que a gente quiser...

"Eu, pensou o principezinho, se tivesse cinqüenta e três minutos para gastar,
iria caminhando passo a passo, mãos no bolso, na direção de uma fonte..."



"__Que é preciso fazer? perguntou o principezinho.
__É preciso ser paciente, respondeu a raposa.

Tu te sentarás primeiro um pouco longe de mim, assim, na relva. Eu te olharei para o canto do olho e tu não dirás nada. A linguagem é uma fonte de mal-entendidos. Mas, cada dia, te sentarás mais perto...
No dia seguinte o principezinho voltou.
__Teria sido melhor voltares à mesma hora, disse a raposa.
Se tu vens, por exemplo, às quatro da tarde, desde às três eu começarei a ser feliz. Quanto mais a hora for chegando, mais eu me sentirei feliz. Às quatro horas então, estarei inquieta
e agitada: descobrirei o preço da felicidade!(...)


(...) É preciso RITOS!!!".
(Antoine de Saint-Exupéry)

Um comentário:

Neutzscha disse...

Idem, eu também acho um saco ter que explicar as entrelinhas! Afff... sua sacação foi genial,como sempre!

Beijos