14 de jul de 2009

A vida tem sons que p'rá gente ouvir, precisa aprender a começar de novo!








Começo, meio e fim
(Roupa Nova)

A vida tem sons
Que prá gente ouvir
Precisa entender
Que um amor de verdade
É feito canção
Qualquer coisa assim
Que tem seu começo
Seu meio e seu fim...
A vida tem sons
Que prá gente ouvir
Precisa aprender
A começar de novo
É como tocar
O mesmo violão
E nele compor
Uma nova canção...
Que fale de amor
Que faça chorar
Que toque mais forte
Esse meu coração...
Ah! Coração!
Se apronta prá recomeçar
Ah! Coração!
Esquece esse mêdo
De amar de novo...


“Ora (direis) ouvir estrelas! Certo
Perdeste o senso”! E eu vos direi, no entanto,
Que, para ouvi-las, muita vez desperto
E abro as janelas, pálido de espanto…
E conversamos toda a noite, enquanto
A via láctea, como um pálio aberto,
Cintila. E, ao vir do sol, saudoso e em pranto,
Inda as procuro pelo céu deserto.
Direis agora! “Tresloucado amigo!
Que conversas com elas? Que sentido
Tem o que dizem, quando estão contigo?”
E eu vos direi: “Amai para entendê-las:
Pois só quem ama pode ter ouvido
Capaz de ouvir e de entender estrelas”.
Olavo Bilac

Nenhum comentário: