19 de jan de 2008

Defesa da vida!



...Quando a questão é a defesa da vida, sou radical:
não abro concessões àqueles que representam a inércia, o comodismo, o tédio, a injustiça e a morte.
Nunca me relaciono com fanáticos pela normalidade.
Detesto hipocrisia.
Não compactuo com algozes da espontaneidade.
Não abro mão daquilo que hoje me é fundamental:
o corpo, a alma, a liberdade, a loucura, o amor e o riso.
Por isso é que radicalizei tão profundamente nas minhas razões absolutas.
Eu eliminei da minha vida, radicalmente, tudo que maltrata, tudo que amedronta, censura, inibe, separa, impede, cerceia, corta, machuca, sufoca.
Eu eliminei da minha vida tudo que é ciumento, possessivo, autoritário, mesquinho, rasteiro.
Por isso é que a vida flui,
maravilhosamente...


(Edson Marques)

Um comentário:

Edson Marques disse...

Mirian,


Que deliciosa coincidência!

Vim te ver, e encontro um poema que escrevi, publicado por você.

Sinto-me honrado pela homenagem!


Abraços, flores, estrelas..